Temperatura certa para os idosos

Temperatura certa para os idosos

Blog lar de idosos sitio da luz

Temperatura certa para os idosos

Idosos saudáveis

Qual a temperatura certa para os idosos

Nos meses mais frios do ano, é quando as temperaturas são mais baixas, a queda de chuva, os ventos fortes e a formação de gelo e até de neve podem ser um problema para os mais idosos e para os seus cuidadores.

Os idosos, a par das crianças, são as pessoas que mais sofrem com a chegada do inverno.

O envelhecimento leva a que o corpo reaja de diferentes formas quando sujeito a situações de variação extrema da temperatura ambiente.

É inevitável que o metabolismo desacelere com a idade, o que leva a que seja mais difícil manter a temperatura do corpo.

Quando chega o Inverno

Todos os anos, com a chegada do inverno, falecem inúmeras pessoas devido à hipotermia – metade delas tem mais de 70 anos de idade.

As pessoas idosas são mais suscetíveis de sofrerem de hipotermia porque, geralmente, têm menos gordura, uma menor circulação sanguínea e um metabolismo mais lento.

Mesmo no interior da sua própria casa, o idoso pode sofrer de hipotermia.

A ideia de que os mais velhos são friorentos tem razões biológicas que a justificam, já que, ao haver uma menor capacidade para reter calor, os idosos mais facilmente ficam expostos a situações de hipotermia e tremores.

temperatura certa para os idosos

Além disso, a sensibilidade térmica da sua pele é mais reduzida, o que implica uma resposta mais tardia ao frio. Prevenir e proteger contra o frio é mesmo o melhor remédio.

Num ambiente tão adverso, familiares e cuidadores devem implementar várias estratégias para manter os idosos seguros e confortáveis.

Uma das principais recomendações, seja em casas particulares ou lares da terceira idade, é que a temperatura ambiente se mantenha amena.

Os grandes aliados contra o frio dentro de casa são os aquecedores centrais, as lareiras ou os Termo ventiladores.

No entanto, é importante não esquecer que estas formas de reter o calor entre quatro paredes podem também colocar em risco a segurança e saúde do idoso.

Para que a pessoa idosa não tenha frio, certifique-se que ela anda agasalhada, tanto dentro como fora de casa.

Cuidados a ter para melhorar o conforto

Assim as roupas que os idosos vestem no inverno são determinantes para o seu bem-estar e conforto nos meses mais frios.

As roupas deverão ser folgadas, secas e fabricadas com materiais que não façam transpirar, como o algodão e as fibras naturais.

É aconselhável que os idosos usem luvas, cachecóis, chapéus e casacos, de modo a estarem melhor protegidos possível contra as condições climatéricas mais adversas.

Também é muito importante usar um tipo de calçado quente e confortável.

Em casa, os idosos também devem estar bem agasalhados e ao dormir podem usar saco de água quente, embora com cuidado para não fazer queimaduras de pele.

Manter os pés aquecidos nem sempre é fácil, que por estarem em contato com o chão costumam ser os mais prejudicados na hora de se aquecer.

No entanto, existem truques muito simples para manter os pés quentes no inverno, como usar as suas meias mais quentes, como as de lã e outros tecidos grossos.

Use meias de lã grossa, ou que tenham ao menos 70% de lã, já que são as melhores para deixarem os pés bem aquecidos, utilize calçado apropriado de Inverno.

 Nos dias mais agrestes, com muita chuva e vento, o melhor é que o idoso nem saia de casa.

Caso tenha mesmo que ir à rua, deve vestir várias camadas de roupa e evitar andar muito a pé.

Mantinhas, roupa térmica e confortável e chás quentes são companheiros inseparáveis, seja em casa própria ou numa residência para idosos.

As mantas, cachecóis e xales devem estar sempre à mão.

A roupa deve ser confortável para não prejudicar a circulação e devem ser servidas bebidas quentes, que previnem a desidratação ao mesmo tempo que mantém a temperatura do corpo.

Atente á saude do familiar

. Os cuidados a ter com a saúde dos idosos, devem ser tomados em conta em todas as épocas do ano, mas, no inverno, devem ser redobradas, uma vez que a alteração na temperatura, do quente para mais fresco, pode levar ao aparecimento de algumas doenças.

Os idosos estão entre os grupos que mais sofrem com essas alterações das temperaturas, uma vez que o funcionamento do seu organismo já não é tão eficiente como o de um jovem.

Nesta época do ano, as principais doenças que atingem esta população são as respiratórias, que são causadas por vírus e alergias.

Sem falar nas dores reumáticas, que tendem a aumentar nos meses mais frios.

A constipação é uma das síndromes geriátricas que gera mais complicações às pessoas idosas.

A frequência deste mal aumenta principalmente depois dos 65 anos, e afeta muito mais as mulheres do que os homens.

Os ambientes fechados e lugares com muito fluxo de pessoas, como os centros comerciais, salas de espetáculos ou estádios e transportes públicos, aumentam as possibilidades de contágio, pelo que convém evitá-los.

Cuidados importantes de higiene

Lave muito bem  as mãos frequentemente e, em especial, depois de estar em contacto ou cumprimentar uma pessoa que possa estar infetada.

Tente não tocar nos olhos, nariz ou boca se não tiver antes oportunidade de as limpar convenientemente, já que o vírus pode chegar até si, após tocar em objetos contaminados.

Se não tiver água, utilize um desinfetante de mãos, sem enxaguar após a lavagem.

A pneumonia é uma doença que consiste numa inflamação aguda do tecido pulmonar, caracterizada pela proliferação de microrganismos ao nível alveolar.

A doença pode ser contraída no dia a dia, mas está, também, associada a ambientes de cuidados de saúde, ocorrendo, por vezes, em hospitais.

A pneumonia pode ser causada por vários microrganismos diferentes, podendo estes ser bactérias, vírus, fungos ou parasitas.

A doença desenvolve-se quando o sistema imunitário da pessoa está enfraquecido, quando uma grande quantidade de bactérias é inalada sobrecarregando as defesas normais ou quando ocorre a entrada para as vias respiratórias de um organismo particularmente infecioso.

O sintoma mais comum de pneumonia é a tosse com expetoração, muco espesso ou com coloração alterada.

Outros sintomas comuns de pneumonia incluem dor no peito, calafrios, febre, falta de ar, dor de cabeça, vômitos,  diarreia, dores nos músculos e articulações.

As principais complicações da pneumonia são, baixos níveis de oxigénio na corrente sanguínea, pressão arterial baixa com risco à vida e abscesso pulmonar, que se forma quando uma pequena área do pulmão morre e se dá uma acumulação de pus no local, empiema, uma acumulação de pus entre o pulmão e a parede torácica, etc..

Os idosos

Assim alimentar-se adequadamente, beber bastante água, praticar exercício físico.

Manter a casa sempre limpa e arejada, evitar ambientes fechados, com aglomeração de pessoas, evitar ficar perto de pessoas que fumem, ou, se fuma, tente diminuir, manter a higiene corporal, e das mãos.

Além disso, é sempre importante observar as inflamações das vias aéreas, como as faringites, laringites, sinusites, alergias, rinites e gripe.

Se aparecer qualquer um desses sintomas procurar o seu médico. 

Mantenha o seu idoso sempre em segurança e vigiado, esperamos que as dicas tenham sido de utilidade.

temperatura certa para os idosos

logo lar de idosos sitio da luz

Fale Connosco

Rua do Covão de Baixo 2070-456

Siga-nos